sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Sexta, revoltei

Me mudar, pra bem longe. Conhecer gente nova, ter novas amizades. Mas há pessoas aqui que valem a pena, que preciso em minha vida. Elas sim, fazem cada dia valer o esforço. Há aqueles que faço necessários em minha vida e que não me consideram uma necessidade, quanto a esses só posso desconsiderá-los, tratá-los por opção.
Apenas lembrar e viver pequenos momentos, buscar a felicidade e conquistá-la, recebê-la aos poucos, dando importância a cada conquista. Cada pequeno sorriso se multiplicará para se resultar em uma grande alegria. A cada pequeno gesto de carinho, o valor é percebido, visto como preciso.
Dias bons passam e se aproximam, esperando seu devido valor. Eles são recebidos como dias normais, mas ao seu fim, nos despedimos deles com o desejo de que seu fim fosse só o começo.
Dias ruins passam e se aproximam. Só queremos ver o seu fim, mas um dia percebemos que esse dia ruim nos tornou mais fortes. 
Depois de uma grande tempestade é onde surgem os mais belos arco-íris.
Não é tristeza, é apenas reflexão. Muitas verdades e talvez alguma mentira, mas sentimento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário